Adiodato Gomes, fotografo de Moçambique, é destaque na CNN

Adiodato Gomes é fotógrafo em Maputo, a capital de Moçambique, país africano, às margens do Oceano Índico, que tem o português como língua mais falada.

Na noite de sábado (5 de maio de 2018), Adiodato Gomes foi o destaque no programa African Voices, na rede de televisão inglesa CNN e logo depois, o Facebook dele recebeu várias congratulações.

Adiodato Gomes disse, na  reportagem da Rede CNN  que passou algum tempo fotografando com uma máquina amadora e que sempre definiu a fotografia como o seu norte.

Em tempos de jornalismo globalizado, African Voices é dos programas jornalísticos mais interessantes na mídia internacional. Apresenta diversos aspectos da atualidade de países desse continente, ainda muito estigmatizado como espaço de pobreza e animais exóticos.

Os temas do African Voices são variados. São apresentados aspectos de uma economia africana em franco crescimento, ecologia, indústria, vida social, artesanato, turismo etc.

Mas, o que mais é enfatizado é a efervescência da arte produzida, atualmente, na África. A originalidade da música, as artes plásticas, dança gravura, grafite, as instalações etc.

No site Maputo Fast Forward

O site  Maputo Fast Torward – MFF destaca exposição Boneca de Pano, com fotográfica, criada por Adiodato Gomes, que integra o projeto “My Maputo”.

De acordo com o site, a exposição é inspirada na música da cantora portuguesa Maria João, usada na performance da bailarina moçambicana Judith Novela.

“Boneca de Pano evidencia a dimensão intimista do olhar de Adiodato Gomes e a forma como, nos seus mais recentes projectos, tem procurado retratar aqueles que ousam, na sua vivência urbana, assumir a ‘diferença’ e afirmar a sua identidade individual face a preconceitos e estereótipos conservadores e conformistas”, afirma o site.

Adiodato Gomes

De acordo com MFF, Adiodato Gomes nasceu em 7 de Agosto de 1972, em Maputo. Iniciou, em 1995, a carreira como produtor de eventos culturais e foi nesse contexto que surgiu a paixão pela fotografia.

Integrou, em 2011, a exposição coletiva “GREVE 2010” organizada pela Associação Moçambicana de Fotografia (AMF).

Em Julho de 2016 realizou a sua 1ª exposição de individual – ‘’LUVANO’’ – na Fundação Fernando Leite Couto, com a curadoria do fotógrafo moçambicano Filipe Branquinho.

De 25 de janeiro e 5 de março deste ano,  montou, em Maputo, a exposição individual intitulada “Psychedelic/Beyond Hairstyle Norms”.

MFF

O site MFF é um espaço interessante de ser visitado, para quem tem interesse em saber mais da arte e cultura de Moçambique. O design é atual e dinâmico.

É dedicado a criatividade e inovação em Moçambique O objetivo é ser uma referência, aberta e dedicada à reflexão, ao debate, a apresentação de projetos e ideias, à análise de tendências, a troca de experiências e a constituição de redes entre todos aqueles que das artes às ciências, da tecnologia ao design, da arquitetura aos media, da gastronomia a moda, das empresas as organizações sociais reconhecem na criatividade e na inovação os motores da nova economia do conhecimento.

Deixe uma resposta

Assign a menu in the Right Menu options.