Avenida Pedro II já foi arborizada e harmoniosa

A Avenida Pedro II é um dos locais de São Luís que possui o maior número de registros imagéticos históricos, entre gravuras e fotografias.

A foto desta postagem é pouco conhecida. É da década de 1940 ou 1950, pois a Igreja da Sé havia sido reformada.

Esse local já recebeu outros nomes. No século XIX, o então Largo do Palácio foi transformado na arborizada Avenida Maranhense. Depois virou Avenida Pedro II.

Neste ano de 2018, a Avenida Pedro II está passando por algumas reformas isoladas.

O Iphan e Governo do Estado estão restaurando a área da avenida que está sendo chamada de Largo da Sereia.

A Prefeitura de São Luís está fazendo algumas mudanças no calçamento e colocando bancos de madeira.

História do Largo do Palácio

Na passagem do século XIX para o XX, o então Largo do Palácio passou a se chamar Avenida Maranhense.

No tempo em que o primeiro fotografo a chegar em São Luís, o daguerreotipista Charles Fredricks, morou nesse local, em 1846, o nome era Largo do Palácio.

Duas imagens mentais de São Luís confundem e se completam nesse local: a do mito fundador da cidade e a do poder estabelecido com pompa em imponentes edificações.

No local estão o Palácio dos Leões, Prefeitura, Tribunal de Justiça, Catedral da Se e o Arcebispado e a Capitania dos Portos.

No início do século XX, a então Avenida Maranhense foi palco de grandes acontecimentos cívico-religiosos e culturais.

O Cortejo em Glorificação a Gonçalves Dias, realizado em 1904, partiu dessa praça.

A avenida ficou repleta de pessoas em cinco de junho de 1901, na recepção de chegada do novo bispo, Antonio Xisto Albano.

O local, também, ficou lotado na visita do presidente da República eleito,  Affonso Penna,  de 5 a 7 de junho de 1906.  Acompanhado do governador Benedicto Leite, Ele entrou na avenida quando chegou á cidade, depois de subir a rampa do conduzia ao porto.

Deixe uma resposta

3 + 7 =