Rubel, o novo nome da música brasileira

Na estrada desde 2013, Rubel, 24 anos, carioca de Volta Redonda, consolida-se como o nome atual da música brasileira.

Não esperem grandes pegadas, tipo rock, pop, hap. A música dele é toque suave, manso, leve… Alguns dizem que tem influência folk.

As letras parecem simples canções de amor, mas são bem mais que isso.

Ele não é o cara que quer conquistar a mulher; ele propõe compartilhar a vida com ela.

Eu só tenho 80 anos pela frente… Eu quero partilhar a vida boa com você.

Entra bem nos ouvidos. Mas é para ouvir naquele sábado que, por algum motivo, você não sai à balada. Ou na madrugada em que o sono vai embora. É música que pode viciar.

Ainda pouco conhecido do grande público, no Brasil, ele já começa a ser reconhecido no exterior. Agora, em agosto, faz shows em Portugal e participa do Festival OITO24, dia 18 de agosto.

O site Observador, um dos mais prestigiados de Portugal, chama Rubel de “O príncipe encantado da nova música brasileira”. Isso em referencia a voz do cantor. O sotaque é mil% carioca. (OBS: a foto aqui publicada é do site Observador.pt).

De Volta Redonda, ele foi morar no Rio de Janeiro. Estudou Cinema na PUC-Rio, morou nos EUA, onde tocou musica brasileira em festas e aguçou seu gosto pelo folk.

Ele é pouco noticiado na grande mídia do Brasil e raramente toca nas rádios. A divulgação é mais pela Internet.

Estreitou em 2013, com o disco Pearl, lançado pela internet.  Ouça o disco aqui.

Casas é o segundo disco. Já tem um sambinha bem delicado. Arranjos musicais idem. Ouça o disco aqui

Apesar de alguns críticos acharem a música próxima do folk, em algumas baladas, lembra o grupo português Madredeus. Ouçam  no disco Pearl. O Velho e o Mar É a minha preferida.

O maior sucesso , Quando Bate Aquela Saudade com 24 milhões de visualizações no You Tube, já teve mais de 720 mil no Youtube.

Rubel agradou os muitos navegadores das plataformas de áudio Bandcamp e Soundcloud que privilegiam autores independentes.

Que bom!

Que toque nas rádios pelas ruas do Brasil.

Deixe uma resposta

94 − = 84