O Almoço, por Mayron Regys

O almoço tardava. O aniversário da ressurreição de Ataliba iniciara com um café e um bolo de goma. Eles formaram uma roda de conversa enquanto aguardavam alguém acender o fogo para assar a carne e alguém que traria a cerveja de algum lugar longínquo e profano.

Naquelas chapadas recentemente ocupadas pela soja e pelo eucalipto tudo desembocava em uma dimensão de estupor. Dias e dias de luta para que seu solo não seja devastado e replantado.

Os moradores das Areias, povoado do município de Buriti, vem, há mais de dez anos, segurando o avanço da soja sobre a sua Chapada rica em pequi. O Zé Villar, ex-prefeito de Buriti, vendeu sua propriedade e as sobras de terra ao redor, e entre essas sobras está a Chapada do Inga. O comprador, chamado Renato, agora, alega possuir uma licença para desmatar os 100 hectares dessa área. Isso conta uns 3 anos ou mais. Uma licença que como outras tantas beira a fantasia na região do Baixo Parnaíba Maranhense.

Mayron Regys é escritor, jornalista e ambientalista.

Deixe uma resposta

73 − = 64