Codó na metade do século XX

Codó, às margens do Rio Itapecuru, uma das mais tradicionais cidades do Maranhão, foi notícia nacional, este mês, com a morte de Bita do Barão.

A foto é da Avenida Getúlio Varges, em Codó, por voltada da década de 1950 (provável) e o autor ainda é desconhecido.

O episódio emblemático da cidade é morte do padre João Villar, missionário jesuíta, em uma guerra entre índios Guanaré e os Tapuia Barbados em 1719. O fato ainda não foi devidamente historiado.

Há informações que o governador Bernardo Pereira de Berredo, que era amigo do padre, mandou exterminar parte dos Guanaré e Tapuia Barbados e doou as terras indígenas a colonos portugueses.

Afonso Penna, então presidente eleito do Brasil, visitou Codó, em 1906, durante viagem a Caxias, ao lado do governador Benedicto Leite.

A povoação europeia de Codó remonta 1780. Virou vila em 19 de abril de 1833 e cidade em 16 de abril de 1896.

Deixe uma resposta

− 3 = 3